11 janeiro, 2009

o manhê.

Manhê.
Eu não sei o que eu quero ser quando eu crescer.
Droga.
E agora o que eu faço?


Manhê.
O que eu pensei que eu queria ser, descobri que eu não quero mais.
Porra (desculpa, saiu)
Me diz o que eu faço!


"Não que eu não ache legal ou que eu não goste, nada disso. Mas sabe quando perde o sentindo. Sentindo não é a palavra certa, mas a essa altura dos vintes e tantos não me oferece o que eu queria."


Manhê.
To perdido.

"Não consigo descobrir o que vou ser quando romper os 40 e poucos. Como projetar família, futuro, sucesso se nem agora sei o que eu quero ser. Verdade que
alguns fatos agora pesam mais que antes. Já não posso mais com o sustento
destinado a mim em outras fases.
Não sei se seria radical demais começar do zero novamente. Como mudar se faço a mesma coisa desde os 18, o dinheiro aplicado antes e a nova graduação, não deveria ir para outros projetos..."

Manhê!

3 comentários:

_Ton_ disse...

Manhê!
Eu também! E agora?

Anônimo disse...

Nunca soube o que queria ser quando crescesse...
Quis ser de tudo um pouco pra falar a verdade... de professora de pré-escola à aeromoça... de psicóloga à jormalista (entre outras...)
Hoje venho seguindo um caminho que “a vida” está me indicando... (as "CONTAS"...)
Mas seria esse o caminho correto pra mim?
Será que vou ser feliz nessa profissão (que às vezes acho ”meio chata”) que venho seguindo?
Vou conseguir realizar os meus sonhos através disso que venho construindo?
Enfim!

Confesso a minha dúvida diante de tudo ao meu redor, mas o que me tranqüiliza é que HOJE venho seguindo o que meu coração está mandando e tenho certeza que neste momento estou sendo honesta comigo mesma... Vejo boas perspectivas pra mim num futuro não muito distante (espero)... Mas se acaso enganada (ou errada) estiver, não hesitarei em procurar o que me fará realizada (e feliz)... fazendo desse “meu engano” um degrau... uma espécie de trampolim para alcançar os “novos projetos de vida” que eu determinar... (qualquer coisa "conto" apenas histórias, largo a "HP" e viro atriz! rsr)

Toda a “bagagem”, experiência e o conhecimento que se adquire em tudo que se faz é levado em conta sim... se não para um crescimento profissional, mas certamente para um crescimento pessoal e isso é o que importa: Realização pessoal, crescimento como HUMANO antes da mais nada...

Se a gente não sabe o que acontecerá amanhã (por exemplo), como saberemos o que seremos daqui a alguns anos? Projetos, planos, objetivos devem existir sim, mas cobrar de nós mesmos “uma certeza”, tudo cuidadosamente esquematizado... Isso está além do nosso alcance! É injusto com a gente mesmo!

Adorooooooooo a frase “começar do zero novamente”
No meu ponto de vista (se é que a minha humilde opinião vale de alguma coisa) indica força para vencer SEMPRE (mesmo que não se vença sempre, mas indica a força para lutar por aquilo que se acredita... Capacidade!)

Não diria escrever um novo livro, mas sim encerrar o capitulo do livro que já está sendo escrito e começar um capítulo novo, uma nova parte da mesma bibliografia...

Sempre pensei (e ainda penso) que antes de "desistir" daquilo que um dia acreditamos e fez (faz) parte do coração, devem ser esgotadas todas as possibilidades para que aquilo que queremos desse certo (já escrevi sobre isso antes)... pois somente assim se pode seguir com a consciência tranquila e dever cumprido...
Então, te pergunto: Já fez de tudo que podia para que esse caminho que segue a tanto tempo desse certo? Se a resposta for SIM, seria mesmo radicalismo uma mudança? (seria?)

... e os riscos?... em qualquer que seja a decisão eles sempre existirão, (só não se pode perder tempo!)... O importante é você acreditar em si mesmo, pois se não for o primeiro a fazer isso, quem o será?

Ps: Seja lá qual decisão for tomada, só não deixa de escrever nunca...
Ah! Cadê o seu livro de contos? (contos infantis, pois ainda insisto que "Mr.R" escreva para crianças como já falei... não sei porquê, mas isso não me sai da cabeça rsrs)

Vou indo...
Boa sorte “Querido meu”

Siga seu coração!
ps: mas se o coração está muito confuso mesmo... gritar e pedir ajuda à pessoa certa pode SIM (com certeza) ajudar... então...

"Manhêeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!"

Bjus....
"Rosicreide"... :)

Keyword disse...

Submit your Blog to our Newest PR 3 Web Directory for Bloggers. Visit KeywordDir.info