26 dezembro, 2007

"Pensar!"

A paz que eu sempre quis
Walmir Alencar

Confuso estava o meu coração
quando eu cheguei aqui
Não estava em sintonia com o Senhor
mas ao desenrolar do dia eu pude perceber.

A paz que eu sempre quis
Estava no silêncio que eu nunca fiz
E de repente uma brisa mansa abriu meu coração
Mergulhei nesse amor.

A paz que eu sempre quis
Estava no silêncio que eu nunca fiz
E de repente uma brisa mansa abriu meu coração
Mergulhei nesse amor de Deus.

3 comentários:

tarciso disse...

Costumam ser muito boas as letras do Walmir e esta não é exceção...

Du disse...

Não conhecia...gostei!
Beijimmmmmmm

Du disse...

PARABÉNS PRA VOCÊ, NESTA DATA QUERIDA, MUITAS FELICIDADES, MUITOS ANOS DE VIDA!!!!


Tudo de bom pra você, hoje e sempre!

Beijões