04 julho, 2012

Relutei muito por esse momento, mas enfim ele chegou, assim como tantos outros.

Escrever para mim sempre foi algo prazeroso, pra falar a verdade algo que transcende o prazer, foi e era  algo libertador, o único momento em que podia tudo e que me permitia tudo, as palavras mostravam os sentimentos de forma mais clara, e os pensamentos se tornam menos confusos, tudo fica nítido, calmo.

Esse espaço me proporcionou auto-critica, o flagelo, a auto-piedade. Mergulhar de cabeça em dores e dividi-las com vocês me fez crescer anos em minutos. Nunca quis ser escritor, nunca alimentei esse desejo, mas quando o numero de visitas e comentários eram grandes confesso que fiquei tentado, foram tantos blogues que se tornaram livros, porquê o meu não.  

Me proporcionou também fazer amigos, compartilhar ideias, e ser incluído no mundo chamado blogosfera, me lembro com muito orgulho e carinho do convite para me juntar ao time de blogueiros Editora Abril, projeto que abandonei muito antes de começar. Vou me lembrar dos tantos outros blogues que participei, dos tantos outros blogues que criei.

Contudo, escrever deixou de ser algo tão incrível assim, me expor trouxe tantas outras dores de cabeça que nunca imaginei, aquele velho ditado fez todo sentido a partir deste espaço, quem fala o que quer ouve... 

Mas o fato principal é já não tenho o mesmo tesão de antes, poucas vezes visito aqui e aos poucos esse espaço foi ficando abandonado, o tornei mais solitário agora do que no inicio. 

Veio a vida adulta, trabalho, falta de tempo, faculdade, dividas,  amores, desamores, dificuldade em me expressar, obrigatoriedade em escrever e isso foi sufocando minha vontade de escrever. 

Agora as querencias são outras, o pouco tempo livre tenho que me dedicar a outras coisas e para que possa faze-las por inteiro e não permitir que meu amigo continue solitário, venho aqui me despedir.

Este será o ultimo post nesse espaço, a ultima VIAGEM, a ultima VIAJEM, vou levar na bagagem todos os bons momentos e me permitirei visitar os arquivos e continuar sentindo orgulho de tudo que escrevi e tudo que vivi.

Aos amigos leitores e visitantes muito obrigado por tudo, aos incentivadores faltam palavras para retribuir tudo o que fizeram por mim. Um agradecimento especial ao Julio que me emprestou Depois Daquela Viagem e a Valeria Polizzi que mesmo sem saber da nossa existência foi sempre um referencial para esse espaço amigo.

Com muito aperto no coração mas feliz pelas novas escolhas, um grande abraço pra galera da FUZARCA!

Rogério Ferreira
Blogueiro de coração